Ninguém é insubstituível

*Escrevi este post em 2008, ele viralizou e infelizmente circula sem o devido crédito e alterado sem minha autorização. Abaixo o texto original, que se você quiser compartilhar, por favor faça-o sem edição e com o crédito correspondente.

Ninguém é Insubstituível

Por Celia Spangher

Na sala de reunião de uma multinacional, o CEO nervoso fala com sua equipe de gestores. Agita as mãos, mostra gráficos e olhando nos olhos de cada um, ameaça: “ninguém é insubstituível” .

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio. Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça. Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o CEO se prepara para triturar o atrevido:

– Alguma pergunta?

– Tenho sim. E o Beethoven?

– Como? – o CEO encara o gestor confuso.

– O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substitui o Beethoven?

Silêncio.

Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo, continuam achando que os profissionais são peças dentro da organização e que quando sai um é só encontrar outro para por no lugar.

Continue lendo “Ninguém é insubstituível”

Anúncios
Post Destacado

A Síndrome do Vidro de Palmito

Domingo pela manhã, a avó vai começar a preparar aquela maionese para o almoço em família, e tenta abrir o vidro de palmito sem sucesso. Chama a filha, que faz uma força imensa e nada. Vem a neta, o marido, o cunhado, nada. A tia aparece com um pano de prato para enrolar e ajudar. Nada.

Aí chega o Tiago, sobrinho, com ares de marombado de academia, e em único movimento, abre o vidro. Ahhhh, alívio geral. Esse menino é forte mesmo hein? E Tiago estufa o peito, levando o crédito pelo feito excepcional – salvou o almoço de domingo.

Eu já vi isso acontecer em muitas equipes. O foco é só no resultado final, relevando o esforço coletivo para chegar à meta.

Ora, depois que cada pessoa fez uma parte do esforço, movimentando a tampa nem que fosse só um pouquinho, fica muito mais fácil para chegar alguém e “resolver o problema”, levando o crédito pelo resultado.

Trabalhar em equipe e obter o resultado desejado, demanda reconhecer o esforço de todos, ainda que a atividade não seja glamorosa e não apareça diretamente.  Temos muitos carregadores de piano trabalhando muito e bem, para que apenas alguns pianistas recebam os aplausos.

Como Líder, não caia na armadilha de dar o tapinha apenas nas costas do Tiago. A sua maionese pode desandar!

 

Celia Spangher é Headhunter e Diretora de Gestão do Talento da Maxim Consultores

http://celiaspangher.com.br

https://www.facebook.com/spanghercelia

O Paradoxo Zidane

Um momento de fúria.

Um momento de desequilíbrio.

Um momento em que o profissional extraordinário dá lugar ao ser humano, falho e vulnerável.

Uma carreira brilhante, um jogo decisivo, a despedida dos campos que deveria ser coberta de glória, foi marcada para sempre por um momento de desequilíbrio.

Quando se fala de Zidane (faça o teste), imediatamente para a grande maioria das pessoas, a imagem que vem não é das jogadas incríveis, dos muitos campeonatos ganhos, das exibições impecáveis pela seleção do seu País.

A imagem que vem é a daquela cabeçada, derrubando o italiano, na final de uma Copa do Mundo.

Continue lendo “O Paradoxo Zidane”

A Teoria das Janelas Quebradas

Normalmente, quando as pessoas falam sobre a Teoria das Janelas Quebradas, estão se referindo a políticas de segurança pública, pois o exemplo mais famoso dessa teoria foi o metrô de Nova Iorque, e a consequente diminuição da criminalidade, anos atrás.

A teoria diz que uma janela quebrada deve ser imediatamente consertada, sob pena de criar uma sensação de “indiferença, deterioração e impunidade”.  E essa sensação seria a responsável pela proliferação de ações negativas, ou seja, aumento na taxa de criminalidade, roubos, furtos, depredação, etc.

A teoria diz que uma simples janela quebrada pode desencadear a deterioração de todo um bairro, contaminando o ambiente.

É possível observar esse fenômeno no que diz respeito à limpeza, por exemplo. Em um lugar meticulosamente limpo, as pessoas pensam duas vezes antes de jogar um papel no chão. Porém, em um lugar que já está sujo e repleto de lixo, o pensamento “mais um não vai fazer diferença” prevalece, e gera um efeito “bola de neve” que fica muito mais difícil de conter depois.

Você já parou para pensar que na sua vida pessoal e na profissional, a Teoria das Janelas Quebradas também pode ser aplicada?

Continue lendo “A Teoria das Janelas Quebradas”

Pontualidade = Respeito

Problema crônico na nossa cultura…..o trânsito, a correria, alguém que ligou na última hora, tudo é desculpa para justificar a falta de planejamento e, acima de tudo, a falta de respeito pelos tempo alheio. Este é um vício que afeta sua imagem e prejudica sua carreira.

Lembre-se: quem não tem disciplina e organização pessoal para cuidar do próprio tempo e atividades, desrespeitando os demais, dificilmente será respeitado.

Regra de ouro: cuide de seu tempo e respeite o tempo alheio. Simples assim.

Ano Novo, vida nova

A chegada de um novo ano sempre traz aquela sensação de recomeço, de reinvenção e esperança. Nesta época, que provoca tantas reflexões pessoais e profissionais, podemos realizar as coisas de maneira diferente e, consequentemente, obter resultados significativos.

Uma dessas reflexões que fiz neste começo de ano, diz respeito à organização da minha agenda, de documentos, do meu espaço de trabalho. Essa questão de organização pessoal tem um peso muito forte na minha produtividade e na utilização inteligente do meu espaço e tempo.

Com isso, dediquei alguns dias das férias de fim de ano para a chamada “arrumação” e, posso dizer: foi uma das coisas mais gratificantes que fiz! Pude otimizar o espaço do meu home office, dando fim em muita papelada desnecessária, agendas e cadernos antigos, etc. todos devidamente eliminados. Sabe aquela caneta que não escreve mais? O que ela ainda está fazendo na sua mesa?? Pois é, eu tinha várias assim.

Eu já fazia isso com meu guarda-roupa, com coisas da casa, mas foi a primeira vez que fiz realmente a famosa “limpa” nas coisas do escritório. UFA!

A limpeza incluiu o meu mundo digital – celulares, tablets, laptops, HDs externos, pen drives….que vocação para guardar tranqueira! Gigas e gigas de informação desnecessária, ocupando um espaço precioso. Adeus!!

E assim, meu ano começa mais leve, mais focado naquilo que interessa e com uma sensação de recomeço e desapego que não tem preço.

Se você não fez sua “limpa” ainda, olha, eu recomendo! Dá trabalho, mas faz um bem danado à alma.

Feliz 2018!

Celia Spangher é diretora de gestão do talento da Maxim Consultores.

https://www.facebook.com/spanghercelia

Você está exausto?

Cada vez mais profissionais chegam ao final do dia, da semana, do mês e agora, do ano, totalmente exaustos. A pressão por resultados, a economia cambaleante e a constante corrida pela competitividade já não são os únicos responsáveis por tal sensação.

A cereja do bolo disso tudo se chama “Overdose de Conexão”. Estamos todos conectados 24/7, em um contínuo recebimento de informações, relevantes ou não, urgentes ou não, importantes ou não, cujo resultado é a exaustão do nosso cérebro e a consequente perda da produtividade (sem falar nas consequências para a saúde).

Podemos observar que os profissionais, hoje, já não conseguem participar de uma reunião totalmente focados no tema em pauta, sem a constante interrupção de mensagens no celular. Até mesmo nas mesas de restaurantes, a presença do celular é uma constante, interrompendo um momento que, em tese, seria de relaxamento e pausa.

Como se não bastasse, carregamos nos pulsos relógios “inteligentes” que nos monitoram e nos deixam alertas 100% do tempo. Com isso, essa sobrecarga de informação e conexão faz cair não só a nossa produtividade como também a qualidade das decisões tomadas, em cima de informações que chegam, em tempo real, que não necessariamente carregam a profundidade que uma decisão requer.

Percebendo este momento crítico, alguns especialistas dão dicas de como  manter a sanidade e a qualidade do trabalho, além de desfrutar de uma vida mais plena e feliz, sob todos os aspectos.

Continue lendo “Você está exausto?”

A Humanidade ainda tem futuro!

Por: Joao Neto

– Vc vai cortar a luz, moço? Perguntou a mulher sentada num banco de madeira, acompanhada por 3 crianças descalças.

– Sim, respondi.

– Tudo bem, estou com duas atrasadas, mas só recebo dia 9.

– Mas hoje é dia 9, ponderei.

– Sério?

– Sério, e se a senhora pagar hoje é só pedir a religação que antes das 6 eu volto!

– Combinado, disse ela!

Pra mim o “corte” é uma atividade desagradável, em qualquer circunstância, apesar de obrigatório, e se a família for pobrezinha é mais doído ainda: a tal atividade “culposa” (sem intenção de cortar!).

Antes de sair, enquanto encerro o serviço no tablet, as 3 crianças se aproximam e pedem:

– Moço, vc tem 1 real?

Sem moedas no bolso, abri a carteira e encontro uma solteira nota de 5 reais… Entrego pro menino e ordeno:

– É pra vc repartir com suas irmãzinhas.

Ele balançou a cabeça positivamente, e falou: “tábão”!

Fui embora pensando nas crianças pidonchando, mas, vida que segue!

Bem de tardezinha caiu a religação da casinha de madeira torta… Segui pra lá… Eu tinha o dever de devolver luz para aquela criançadinha, era, pra mim, o momento da redenção.

Continue lendo “A Humanidade ainda tem futuro!”

A executiva no Céu

por Max Gehringer

Foi tudo muito rápido.

A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou.

Deu um gemido e apagou.

Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso portal.

Ainda meio zonza, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas.

Todas vestindo cândidos camisolões e caminhando despreocupadas.

Sem entender bem o que estava acontecendo, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes:

– Enfermeiro, eu preciso voltar urgente para o meu escritório, porque tenho um meeting importantíssimo. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque meu convênio médico é classe A, e isto aqui está me parecendo mais um pronto-socorro. Onde é que nós estamos?

-No céu.

-No céu?…

-É. Tipo assim, o céu. Aquele com querubins voando e coisas do gênero.

-Certamente. Aqui todos vivemos em estado de gozo permanente.

Apesar das óbvias evidências (nenhuma poluição, todo mundo sorrindo, ninguém usando telefone celular), a executiva bem-sucedida custou um pouco a admitir que havia mesmo apitado na curva.

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável. Porque, ponderou, dali a uma semana ela iria receber o bônus anual, além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa.

E foi aí que o interlocutor sugeriu:

-Talvez seja melhor você conversar com Pedro, o síndico.

-É? E como é que eu marco uma audiência? Ele tem secretária?

-Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece.

-Assim? (…)

-Pois não?

A executiva bem-sucedida quase desaba da nuvem.

Continue lendo “A executiva no Céu”

Como é a sua corrida?

Você teve privilégios na vida? Ou tem que suar todos os dias nessa corrida? Clique no vídeo e repense sua posição. A reflexão vai mudar sua maneira de ver as coisas. Vale a pena!

Overdose de conexão

Eu – Olá Sérgio*, bom dia! Tudo bem? Que bom que você conseguiu chegar para a nossa reunião a tempo.

Sérgio – Ufa, sim, muito trânsito, mas consegui chegar. Doideira no escritório hoje.

Eu – Legal, vamos sentando, quer um café, uma água? Só um momento, que vou desligar o celular e podemos começar.

Sérgio (gaguejando, atônito) – Você vai desligar o celular? (a boca aberta, os olhos esbugalhados).

Eu – Vou, ué, porquê? (sobrancelhas arqueadas)

Sérgio – Não, é, então…sei lá….você pode ter uma chamada de urgência, né? (sorrisinho amarelo).

Eu – Sérgio, todo mundo cujas urgências podem eventualmente me interessar, podem ligar aqui para o escritório. Fique tranquilo, ok?

Sérgio – Mas, mas….(transpirando). Nesse caso, vou ter que desligar o meu também? (sinais de desespero absoluto, agarrando o smartphone próximo do peito).

Eu – Calma, respira, Sérgio. Não precisa desligar o seu, se não quiser. Só acho mais produtivo, para não atrapalhar ok? Mas você pode, por favor, ficar à vontade.

Sérgio (visivelmente aliviado) – Ah, então tá bom, é que o pessoal lá do escritório, sabe…. vou deixar no vibra tá?

Eu – Sei, sei. Tranquilo. Agora, quer aquele café, água (Rivotril, Lexotan, Prozac, Conhaque)?

E aí, começamos a reunião, com ele a cada 10 minutos desviando o olhar para o celular.

Me deu pena.

*Nome fictício, situação real, infelizmente.

 

Celia Spangher é diretora de gestão do talento da Maxim Consultores

https://www.facebook.com/spanghercelia/

Emocione-se como um campeão

Um verdadeiro campeão sabe reconhecer de onde veio, valoriza as lutas para chegar ao topo e, principalmente, reconhece a ajuda de quem sempre esteve ao seu lado.

Kevin Durant, um verdadeiro campeão!

Mude sua vida em 5 segundos – Parte 2

Muitas pessoas entraram em contato com dúvidas sobre como aplicar a Regra dos 5 Segundos na prática. Se você não conhece a regra, veja o post inicial aqui.

Descoberta por Mel Robbins (www.melrobbins.com), a Regra dos 5 Segundos devolve a você o controle das suas ações em 5 segundos. Como?

Sabe quando você liga para sua operadora de TV a cabo porque seu codificador não está funcionando, e a atendente diz: desligue o aparelho da corrente, espere 10 segundos e ligue novamente?

Simplificando a ciência por trás da Regra, é exatamente a mesma coisa. A Regra dos 5 Segundos “reseta” o sistema.

Digamos que você tem uma tarefa para fazer, para a qual não tem a mínima vontade: fazer um relatório de despesas de viagem (ugh!), ir para a academia (devo ir, mas não quero…), deixar de comer algo que te faz mal (hmm), parar de fumar, ir a uma reunião estressante, fazer aquele telefonema chato etc.

Seu cérebro vai te induzir a buscar o caminho mais fácil, mais prazeroso, menos complicado – porque esta é a nossa programação. Nós operamos no piloto automático a maior parte do tempo, nos deixando levar pelos hábitos adquiridos (bons ou maus).

Mas você pode retomar este controle em 5 segundos – em contagem regressiva – e acionar o córtex pré-frontal, responsável pela tomada de decisão. E esse “reset” te ajuda a pensar, principalmente se, na sequência, você tomar uma atitude contrária àquela que o seu cérebro “quer”.

Continue lendo “Mude sua vida em 5 segundos – Parte 2”

Mude sua vida em 5 segundos

Esta técnica descoberta por Mel Robbins, já mudou a vida de muita gente, inclusive a minha. A Regra dos 5 segundos era a peça que faltava no quebra cabeça de mudança de hábitos e transformou minha felicidade pessoal e profissional. Por isso recomendo a leitura de todo o artigo (é longo, mas vale a pena!!). Você não tem nada a perder por testar a Regra dos 5 segundos – pelo contrário – só tem a ganhar, acredite.

Celia Spangher – Headhunter e Diretora de gestão do talento da Maxim Consultores

(Este artigo foi traduzido para o Português e publicado sob autorização de Mel Robbins, http://www.melrobbins.com – todos os direitos reservados)

A Regra dos 5 Segundos

Motivação.

Não é uma coisa real. Todos compramos essa idéia (é mais uma mentira) que a motivação é o que finalmente irá empurrá-lo para ir atrás dos seus grandes objetivos e sonhos mais incríveis.

Você nunca vai se sentir assim. Motivação não vem apenas em um instante e permanece para o resto de sua vida. Então, ao invés de chegar perto de mudar sua vida e realizar sua lista de desejos  como uma tarefa enorme, você deve começar a pensar nas pequenas mudanças que faz, todos os dias, que trazem alterações positivas que mudam a vida ao longo do tempo.

É por isso que a Regra dos 5 Segundos é essencial para aprender – será o impulso que você precisa nos momentos em que você não tem vontade, mas sabe que deve fazê-lo.

Se você não está familiarizado com a Regra dos 5 Segundos, você pode aprender tudo o que precisa saber sobre ela neste artigo.

É uma Regra notável que mudou completamente minha vida.

Continue lendo “Mude sua vida em 5 segundos”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑